Filed Under:  Beleza

3 procedimentos estéticos para estimular o crescimento dos cabelos

Especialistas indicam as principais novidades do mercado para combater a alopecia

A queda de cabelo é um incômodo para muitas pessoas e, por afetar sobretudo a aparência estética, tem gerado preocupação até mesmo nos jovens. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), cerca de 42 milhões de brasileiros se queixam da queda de cabelo em algum grau. No entanto, muitos destes não sabem quando devem consultar um especialista, pois, com o passar dos anos, também é possível perder os fios de forma natural, sem desenvolver calvície.

“É indicado procurar um dermatologista quando a perda excede 100 fios por dia. Como é um processo progressivo, o cabelo vai afinando, ficando mais ralo, até a perda completa da função do bulbo. Para evitar isso, o médico poderá prescrever tratamentos em consultório […] para estimular o crescimento dos fios […]”, explica a dermatologista Dra. Cintia Guedes.

Entre estes tratamentos, estão algumas das principais novidades do mercado, como o ácido hialurônico injetável para o cabelo, a radiofrequência microagulhada desenhada para o couro cabeludo e o tratamento regenerativo com células, métodos que têm se destacado devido aos seus resultados e benefícios. A seguir, confira como funcionam tais procedimentos e a ação de cada um deles!

1. Ácido hialurônico injetável e enriquecido

Segundo o dermatologista Dr. Renato Soriani, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o injetável associa ácido hialurônico a 12 vitaminas, 24 aminoácidos, 6 enzimas, 5 ácidos nucleicos e 6 minerais para revitalizar a saúde dos folículos.

“A fórmula contém um poderoso antioxidante, a glutationa, que desempenha um papel fundamental na luta contra efeitos deletérios do estresse oxidativo sobre o folículo do cabelo, além de melhorar a microvascularização”, explica a dermatologista Dra. Lilian Brasileiro.

O tratamento tem estudos “in vitro” e em humanos. “Em testes ‘in vitro’, o produto estimulou significativamente a multiplicação das células (147%) e a síntese de colágeno intra (165%) e extracelular (200%)”, diz o dermatologista Dr. Renato Soriani.

Já em humanos, a técnica foi testada em 10 pacientes com o objetivo de verificar a oportunidade e a eficácia da associação entre esse ácido hialurônico injetável e LED no tratamento da alopecia androgenética.

“A terapia cessou a queda capilar após um mês com uma a duas sessões. Foi notado o crescimento visível desde a terceira sessão, progressivamente à medida que o tratamento foi feito, com resultados no aumento na densidade, volume do cabelo e melhoria na qualidade (mais brilhante, mais elástico e repigmentado)”, explica o médico.
Radiofrequência microagulhada ajuda a acelerar o crescimento capilar (Imagem: Magaflopp | Shutterstock)

2. Megaderme Duo

O sistema de radiofrequência microagulhada age para melhorar a queda, garantir crescimento acelerado e engrossar os fios. “Ele conta com um sistema de microagulhas extremamente finas, que vão agir no nível do bulbo capilar com energia de radiofrequência extremamente baixa para estimular sem atrofiar. Esse que é o grande diferencial”, explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr.

Segundo o médico, para uma radiofrequência ter efeito positivo no couro cabeludo, ela tem que ser uma dose extremamente baixa e balanceada. “Além de estimular os bulbos, ela abre canais para o drug-delivery , que é a aplicação de medicamentos pelos canais de entrada que as agulhas fizeram na pele, estimulando a diferenciação das células, o que ajuda também a engrossar o cabelo”, expõe o especialista.

Além disso, o procedimento é versátil e pode beneficiar o tratamento do afinamento capilar senil (que pode ou não provocar queda de cabelos) e por calvície. “Essa técnica pode ser usada no tratamento da alopecia areata (doença inflamatória) para injetar ativos e medicações diretamente na raiz do pelo, para melhorar o crescimento e recuperação de quadros pós-queda e pode ser uma estratégia para melhorar o crescimento dos fios”, afirma Abdo.

O especialista também explica que, durante a sessão, o paciente sente uma pequena dor, menor que a de um procedimento com roller, já que as agulhas são extremamente finas. “E a disposição em diagonal faz com que elas fiquem longe umas das outras, não deixando concentrar a dor”, explica. O protocolo é feito em três sessões mensais.

3. Regenera AMT

Esse é um tratamento regenerativo, feito com microenxerto autólogo de células mesenquimais. Segundo a dermatologista Dra. Lilian Brasileiro, o tratamento é minimamente invasivo, realizado em consultório e não é um implante capilar.

“Na técnica, o médico extrai células foliculares saudáveis da região da nuca do próprio paciente. Em seguida, elas são colocadas em um equipamento, que entrega células progenitoras. Essas células, que são como operárias e vão se multiplicar para estimular o crescimento capilar, são aplicadas na região que o paciente precisa que nasça cabelo”, explica a médica.

O tratamento Regenera AMT é aprovado em 60 países. O procedimento é indicado para calvície , tanto masculina quanto feminina, e é realizado no próprio consultório sob anestesia local. “As sessões duram em média uma hora. Recomendamos de uma a duas ao ano, com resultados observados entre seis e nove meses”, finaliza a médica.


Unopar
Unopar

Comentários dos leitores (0)





Unopar



Anhanguera
Anhanguera
Unopar