Filed Under:  Beleza

Estrias: É possível removê-las definitivamente?

As estrias ocorrem mais em mulheres, podendo ser discretas ou exuberantes

Estria é uma atrofia tegumentar (conjunto de estruturas que formam o revestimento externo dos seres vivos) adquirida que surge quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”.

A pele que reveste todo o nosso corpo é formada por várias camadas. Então, em algumas delas, existem fibras de colágeno e elastina, que garantem a elasticidade, firmeza e a sustentação desse tecido tão importante.

Essas fibras funcionam realmente como um elástico em um tecido que se estica, como o de uma legging. Portanto, quando a pele é estendida até um determinado limite (como em um leve inchaço temporário), depois que o corpo desincha, ela volta ao seu formato original sem alterações.

Porém, o cirurgião plástico da Clínica Libria Dr. Hugo Sabath, explica que quando a pele é esticada acima desse limite ou essa distensão acontece muito rápido, como na gravidez, a elastina e o colágeno não conseguem ser tão flexíveis. Assim, essas fibras se rompem em camadas profundas da pele. Aquela área fica sem sustentação, deixando uma marca ou até mesmo uma depressão.

As marcas causadas pelo estiramento da pele aparecem em qualquer momento da vida e por diversas razões, como aumento de peso corporal, efeito sanfona, gravidez, crescimento de massa muscular, alteração hormonal e até mesmo colocação de próteses.

Abdominoplastia para remover estrias?

Como essas cicatrizes geralmente se alojam nos seios, glúteos, coxas, braços e barriga, algumas pessoas que passam por uma cirurgia plástica para a remoção de excesso de pele do abdômen (abdominoplastia), por exemplo, chegam a dizer que acabaram suas estrias causadas pela gravidez graças ao procedimento.

Contudo, isso não se deve ao fato dessa cirurgia ser destinada à eliminação de estrias. O que ocorre é que na mesma parte do excesso de pele removido pela cirurgia plástica, as marcas foram retiradas junto com a pele extra. Daí é que surge o mito de que existe um procedimento que resolve esse problema. Não existe uma cirurgia plástica para estrias ou, pelo menos, não há um procedimento feito com essa finalidade.

Para pacientes que possuem excesso de flacidez na região do abdômen e estrias abaixo do umbigo, a abdominoplastia consegue remover toda a pele estriada da região abaixo do umbigo e da púbis, tornando-se um método capaz de remover as estrias brancas.

“Porém, é importante destacar que não se retira trechos da pele apenas para eliminar as estrias. Portanto, o procedimento só é indicado quando existe uma flacidez no local e a cirurgia (abdominoplastia, mastopexia, dermolipectomia, braquioplastia) é feita para eliminar esse excesso de pele.” comenta o médico da Clínica Libria.

É possível remover estrias dos braços, seios e coxas?

“Sim, mas apenas se o paciente tiver excesso de flacidez na região na qual será feito o corte da cirurgia. Ou seja, as estrias do braço, seios ou coxa precisam estar na área da pele que será removida.” destaca o médico.

A técnica envolve a remoção do tecido afetado, deixando a pele mais lisa e sem marcas. O procedimento é feito sob anestesia local e geralmente dura em torno de 1 hora. Após a cirurgia, o paciente pode sentir algum desconforto e inchaço, mas esses sintomas geralmente desaparecem em poucos dias.

“Escolher um médico experiente é uma das principais tarefas para garantir que ocorra tudo bem durante o procedimento. É importante verificar a formação do profissional, se ele está atualizado com as últimas técnicas e se possui experiência em casos semelhantes ao seu. Além disso, não deixe de conversar com o médico para tirar todas as suas dúvidas. Só assim você poderá ter a certeza de que está fazendo a escolha certa.” finaliza o cirurgião da Clínica Libria.



Comentários dos leitores (0)








Unopar
Sem Parar