Filed Under:  Música

Morre Tina Turner, a rainha do rock ‘n’ roll, aos 83 anos

A informação foi confirmada por um assessor da cantora ao site site Sky News.

A cantora Tina Turner, considerada a rainha do rock ‘n’ roll, morreu aos 83 anos. A informação foi anunciada, nesta quarta-feira (24), por um assessor da artista ao site do canal americano Sky News. A causa da morte não foi divulgada.

“Tina Turner, a ‘Rainha do Rock’n Roll’ morreu pacificamente hoje, aos 83 anos, após uma longa doença em sua casa, em Kusnacht, perto de Zurique, na Suíça. Com ela, o mundo perde uma lenda da música e um exemplo”, diz o comunicado.

O porta-voz da cantora ainda informou que a cerimônia fúnebre será privada com a presença apenas de amigos próximos e familiares. “Por favor, respeite a privacidade de sua família neste momento difícil”, pediu a nota. O perfil do Instagram de Tina também lamentou a morte.

A cantora deixa o marido, Erwin Bach e os três filhos Ike, Raymond e Michael. Ronnie, outro filho de Tina, morreu em 2022

A cantora americana nasceu em 26 de novembro de 1939, em Nutbush, Tennessee, EUA e foi registrada como Anna Mae Bullock. Ela ficou conhecida no final dos anos de 1960 como vocalista do duo Ike & Tina Turner Revue. A artista cantava com o ex-marido, Ike Turner, que morreu de overdose de cocaína em 2007. Em 1980, Tina migrou para a carreira solo e se tornou um sucesso mundial.

Após ser abandonada pelos pais aos 15 anos, Tina Turner começou a cantar em boates para se sustentar. Foi em uma dessas apresentações que ela conheceu Ike Turner com a banda The Kings of Rhythm. A artista pediu para ser backing vocal do grupo e acabou se tornando uma das vozes principais. Posteriormente, Ike e ela decidiram formar uma dupla. Eles se casaram e a cantora adotou o nome Tina Turner. Os dois, então, dominaram o cenário da música nos anos de 1960 e 1970.

O casamento, no entanto, era conturbado, repleto de brigas e encândalos. Ike, que era alcóolatra e dependente de drogas, culpava Tina pelo declínio do duo. Ele a agredia, humilhava e traía. Depois de 18 anos, a cantora decidiu se separar do marido. Tina não queria os bens de Ike e propôs abrir mão de tudo apenas para manter o sobrenome Turner.

A cantora recomeçou do zero e teve a ajuda de uma amiga para se sustentar. Na época, abria shows para grupos famosos, como os Bee Gees. Tina apostou no rock para voltar a cena musical. Ela não adotou só um novo estilo de música, tambpem inovou nas roupas e apareceu com cabelos loiros espetados.

Em 1984, Tina lançou o álbum ‘Private dancer’, com hit ‘Whats love gotta do with it’. O sucesso da música fez com que a cantora vendesse mais de dez milhões de cópias no mundo. Aos 45 anos, Tina, que era ousada e tinha uma voz que levantava multidões, começou a ser chamada de rainha do rock’n roll.


Unopar

Comentários dos leitores (0)





Sem Parar



Unopar
Sem Parar