Filed Under:  Casa & Decoração

Decoração escandinava: conheça essa tendência

Confira as diversas dicas de como aplicar esse estilo em sua casa

A pandemia do novo coronavírus obrigou muita gente a passar mais tempo dentro da própria casa. Por isso, o interesse por pequenas reformas e mudanças na decoração tem crescido, com o objetivo de deixar o lar mais confortável e aconchegante. Se você faz parte desse grupo, a decoração escandinava pode ser uma opção.

Ela surgiu no norte da Europa, mais especificamente na região da Escandinávia, e teve o auge na década de 1950. Por isso, traz as características dessa região. “Ela é inspirada em elementos nórdicos e paisagens locais. Muitos elementos que pertencem a esse estilo estão ligados ao frio rigoroso e à iluminação mais escura do inverno”, explica a designer de interiores Larissa Santo.

Principais características

O estilo escandinavo traz em sua origem a ideia de conforto, aconchego e minimalismo. Segundo a designer de interiores, ele é marcado por cores claras, com o intuito de dar mais claridade ao ambiente, já que os dias de inverno são curtos e escuros. Elementos funcionais, como tapetes mais quentinhos e mantas, ajudam a compor o espaço.
Simplicidade e sofisticação

A decoração escandinava possui características que valorizam o conforto e o minimalismo, herdados do estilo de vida norte-europeu, em que a população passava muito tempo em casa e buscava a simplicidade no dia a dia.

Contudo, tal tendência pode ter uma certa sofisticação. “Ao juntar elementos como cores cinza e branco, a madeira clara, linhas mais retas nos móveis, faz com que o ambiente se torne mais clean e, por muitos, visto como mais sofisticado”, ressalta a designer de interiores Larissa Santo .

A arquiteta e urbanista Juliana Cararo acredita que a sofisticação depende de quem olha e percebe os espaços e os objetos. “Para alguns, a própria simplicidade é sofisticação, mas, para outros, a sofisticação faz referência ao luxuoso, aos estilos mais clássicos, como o Barroco e Rococó”, evidencia.

No entanto, ela ressalta a qualidade e o design dos produtos escandinavos, inclusive com o uso de algumas cores vibrantes mescladas à madeira clara e a tecnologia aplicada em materiais de fabricação. Isso também pode ser visto como sofisticação, segundo a professora de Arquitetura e Urbanismo da PUCPR.

Veja como aplicar em sua casa

De acordo com a designer de interiores Larissa Santo, esse tipo de decoração é bem fácil de ser aplicado, mas é recomendado usá-lo em ambientes com paredes claras. “Os móveis, em sua maioria, devem ter linhas retas e ser atemporais, não muito datados. Por exemplo, móveis que são considerados retrô, como pés palitos, devem ser evitados”, aconselha.

Necessidade e desejo

A arquiteta e urbanista Juliana Cararo sugere sempre levar em conta a necessidade e o desejo de quem vai usufruir do espaço, independentemente do estilo. Porém, reconhece que a simplicidade e o aconchego da decoração escandinava costumam agradar.

Ela traz, ainda, a facilidade de remodelar um espaço com seus próprios objetos e que “a característica fundamental deste estilo é conceber luz ao espaço, seja ela natural ou artificial, o que torna o uso de cores claras essencial”.

Elementos que dão um toque especial

Larissa Santo sugere o uso de móveis em madeiras claras e com pés mais retos, como um aparador amadeirado ou branco. “Hoje, encontramos móveis lindos prontos que misturam a madeira com o branco. Sempre digo que menos é mais; nesse estilo, não é diferente. Escolha menos objetos para compor o ambiente, escolha itens que sejam naturais, como cerâmica, couro e crochê”, recomenda a designer de interiores.

A arquiteta e urbanista Juliana Cararo ressalta a importância de usar objetos que representem o cotidiano das pessoas. “Elementos como a madeira, que tragam o externo para o interno, tecidos naturais em almofadas, tapete para dar aconchego e um pouco de vegetação. Contudo, a simplicidade e a praticidade imperam nesses ambientes”, explica a especialista.



Comentários dos leitores (0)








Anhanguera
Anhanguera