Filed Under:  Carros

Consumo moderado: conheça algumas dicas para economizar no combustível

Algumas dicas simples e mudanças no comportamento ao dirigir podem reduzir o consumo do seu carro em até 20%.

Dicas simples podem ajudar na economia de combustível como trafegar de vidros abertos que interfere diretamente no arrasto aerodinâmico do carro.

Com a alta no preços dos combustíveis, a regra geral e lógica é economizar o quando puder para que no final o valor não “sobrecarregue no orçamento familiar”? Mas e como fazer isso? É possível? Quer economizar no combustível? Então conheça algumas dicas que poderão te ajudar no seu dia a dia. Confira.

Velas

Elas têm a função de gerar energia dentro da câmara de combustão através da queima da mistura ar/combustível e, velas ruins causam queima desproporcional aumentando o consumo de combustível. Por isso, o ideal é respeitar sempre o prazo estipulado pelo fabricante. Um jogo de velas custa, em média, R$ 80. Geralmente, as montadoras recomendam a troca a cada 20.000 km, mas na dúvida, consulte sempre o manual do veículo, onde constam todos os intervalos de troca das peças. Vale trocar também os cabos de velas, quando necessário.

Vidros abertos

Trafegar de vidros abertos interfere diretamente no arrasto aerodinâmico do carro e, por consequência, maior consumo de combustível. O gasto com combustível com os vidros abertos, segundo especialistas, é percebido a mais de 80 km/h. Por isso, se for possível, ande com o vidro fechado. Se estiver muito calor, dê preferência à ventilação forçada do carro, depois de desligado o ar-condicionado. Assim, o ar ainda está mantido fresco dentro do habitáculo e você consegue aproveitá-lo.

Pneus calibrados

Pneus murchos ou com a calibragem errada influenciam diretamente no consumo. Por isso, o ideal é calibrá-los semanalmente ou, no máximo, a cada 15 dias, sempre respeitando a pressão recomendada pela montadora. Pneus muito cheios podem desgastar em demasia o centro da banda de rodagem e muito vazios, as extremidades da banda de rodagem. Por via das dúvidas, consulte o manual ou o adesivo, geralmente colado na coluna da porta ou na portinhola do bocal do tanque de combustível. E lembre-se: pneus sem a pressão correta ou murchos correspondem por até 20% do consumo.

Gasolina aditivada

Muitos motoristas acreditam que abastecendo com a gasolina mais barata, mesmo em postos de bandeira, vão economizar combustível. Acontece que, apesar de na teoria isso não influenciar diretamente no consumo do veículo, caso o motor tiver problemas se desgaste de partes móveis ou com sujeira, o gasto será maior. Por isso, nesses casos, a aditivada é recomendada, já que mantém a limpeza e preserva o motor, melhorando o desempenho e, consequentemente, o consumo.

Aceleradas

Comportamento comum entre jovens, dar aceleradas bruscas e desnecessárias implica intrinsecamente no gasto de combustível. Por isso, ao parar em um semáforo, por exemplo, a dica é pisar no freio lentamente e antecipadamente para que dê tempo até parar por completo, sem trancos ou solavancos. Ao sair, a regra é a mesma: pise devagar até que o veículo ganhe velocidade lentamente. A receita para um consumo moderado é devagar e sempre!

Descer na banguela

Descer ladeiras em ponto morto é uma prática antiga e desnecessária, além de arriscada. O veículo deve estar sempre engrenado, pois gasta menos combustível do que em ponto morto. Isso ocorre por que, a marcha engatada e rotação acima de 1500 rpm, o sistema corta a injeção de combustível ao motor, com as finalidades de segurança, redução de poluentes e, principalmente economia de combustível. Desta forma, se deixar o veículo em ponto morto, este gastará mais combustível que em freio motor, pois precisará injetar combustível para manter o motor em marcha lenta.

Ar-condicionado ligado

Trafegar com o ar ligado é uma delícia, mas é sabido que ele rouba grande parte da energia do motor do veículo e, por conseguinte, o consumo. Para poupar, a dica é ligá-lo um pouco e, depois que refrescar o ambiente, desligá-lo e aproveitar só a ventilação forçada. Em situações que não há como evitar, como em dias quentes ou chuvosos, ligue o ar-condicionado apenas quando o motor já estiver aquecido. Não custa lembrar que ele aumenta, em média, 20% o consumo de combustível.

Substituição dos filtros

Relativamente baratos, os filtros de ar, óleo e combustível precisam ser trocados de acordo com o prazo estipulado pela fabricante. Filtros sujos e entupidos, segundo especialistas, interferem diretamente na mistura de ar e combustível na câmara de combustão, o que faz o veículo gastar até 20% mais (cada filtro), já que a mistura fica irregular. Os filtros de ar, óleo e combustível, custam em média, R$ 30, R$ 35 e R$ 45 para um carro popular.

Alinhamento de rodas

Rodas mal alinhadas e balanceadas podem ser responsáveis por 10% no consumo de combustível. Por isso, o ideal é consultar, mais uma vez, o bom e velho manual do veículo. O ideal é efetuar o alinhamento e balanceamento a cada 10 mil km e, no caso deste último, toda vez que for necessário desmontar ou montar um pneu em uma roda. Um serviço em um centro automotivo costuma sair entre R$ 100 e R$ 150.

Excesso de velocidade

Importante para a economia e, principalmente à sua segurança, respeite sempre os limites de velocidade. Além de evitar multas por conta dos radares, você economiza dinheiro também com o consumo, já que um veículo costuma consumir, em média, 20% a mais de combustível em velocidades acima do permitido. As trocas de marcas também devem ser respeitadas e sempre fazendo de acordo com que a velocidade pede e nunca, “esticar” até o motor “gritar” ou trocar antecipadamente.


Anhanguera
Sem Parar

Comentários dos leitores (0)








Anhanguera
Unopar
Unopar