Filed Under:  Alimentação

Três motivos para usar a creatina na menopausa

Ramiele Calmon, nutricionista e especialista na saúde da mulher na menopausa e climatério, lista razões para as mulheres fazerem uso da creatina

A chegada do climatério e da menopausa é uma fase em que as mulheres passam por muitas mudanças corporais e traz consigo uma série de sintomas desagradáveis, como perda de massa muscular e de memória, entre outros. A especialista em saúde da mulher no climatério e a menopausa, Ramiele Calmon, explica como a creatina pode auxiliar as mulheres que estão passando por essa fase. “Toda mulher deve fazer uso da creatina para a sua saúde, principalmente se ela se encontra no climatério e na menopausa “, recomenda.

O primeiro motivo é que a creatina ajuda na preservação da massa muscular, auxiliando também no aumento da massa magra. Com uma maior concentração de músculos, ela atua no metabolismo, ajudando no processo de evitar o ganho de peso.

O segundo motivo é que ela atua na saúde cognitiva, ajudando na concentração. Nós sabemos que a perda de memória vai ocorrendo nesse período, prejudicando muitas mulheres.

O terceiro motivo pelo qual as mulheres devem usar a creatina é extremamente importante, pois é de conhecimento que, durante essa fase do climatério, a ação anti-inflamatória do corpo diminui devido à baixa hormonal. Portanto, a creatina possui ação anti-inflamatória. Além disso, ela também atua na resistência à insulina e auxilia no controle da insulina, melhorando os fatores metabólicos celulares, principalmente nas mitocôndrias.”

Ramiele também ofereceu orientações sobre como usar a creatina de maneira assertiva:

“De 3 a 5 gramas por dia, todos os dias (inclusive em dias sem treino), em qualquer horário, preferencialmente próximo a uma refeição rica em carboidratos. Uma vez que seu efeito no corpo é acumulativo, o importante é tomar diariamente.”


Anhanguera

Comentários dos leitores (0)





Unopar



Anhanguera
Anhanguera