Filed Under:  Beleza

“Água de arroz”, Saiba como usar a tendência do momento para a pele

Dermatologista fala dos benefícios e contraindicações

Apesar de uma infinidade de dermocosméticos nas prateleiras, ainda há quem prefira ingredientes mais naturais e soluções caseiras na hora do skincare. Mas será que funciona? Uma das tendências do momento é a água de arroz. O grão utilizado como alimento na cultura oriental e ocidental é indicado para o clareamento da pele, por exemplo.

Para quem deseja testar a novidade, a Dra. Lilian Delorenze, especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), sugere que o uso seja na versão natural, integral ou orgânica, para que a pele não sofra com efeitos indesejados.

“A partir do cozimento somente com água, o arroz libera vitaminas do complexo B e sais minerais que oferecem um efeito antioxidante. Lance mão após o cozimento, assim que resfriar, ou no máximo até 48h depois do preparo, se conservado na geladeira, para que não haja contaminação microbiana”, sugere a dermatologista.

Além disso, um dos compostos presentes é o inositol, um tipo de carboidrato com componentes hidratantes e antioxidantes, que promove o crescimento das células e estimula o fluxo sanguíneo, capaz de prevenir os sinais da idade e o surgimento de poros dilatados. Também ajuda a combater inflamações e irritações na derme, protegê-la dos raios solares e da hiperpigmentação.

Sabe-se que existem diversas receitas e testemunhos do seu efeito, mas lembre-se que os mesmos devem ser avaliados com muita atenção. A água de arroz quando deixada em descanso forma um pó que pode atuar como um talco para a absorção de oleosidade, dando um efeito superficial clareador.

“Se você sofre com ressecamento da pele, o seu uso já não é indicado”, pontua a Dra. Lilian. Quanto aos cuidados com o modo de usar, a dermatologista sugere que logo pela manhã molhe o rosto com um algodão embebido pela substância e deixe agir por alguns minutos. Após, seque com uma toalha macia.

“Ele não substitui a ação dos cremes, tônicos e outras substâncias sugeridas pelo seu dermatologista, e nem o filtro solar”, alerta a Dra. Lilian Delorenze. Apesar do ingrediente não ter contraindicações, a dermatologista orienta que qualquer irritação ou surgimento de manchas, deve ser interrompido o uso e informado ao profissional que te acompanha imediatamente.

“Existem muitas indicações para o uso da água de arroz no conhecimento popular, mas os benefícios atribuídos ao seu uso não têm comprovação científica. Se trata de um ativo derivado de um alimento que não foi preparado adequadamente para ser usado como um cosmético, diferentemente de produtos desenvolvidos por empresas cosméticas que utilizam água de arroz com processos industriais”, finaliza a médica.



“Água de arroz”, Saiba como usar a tendência do momento para a pele

Dermatologista fala dos benefícios e contraindicações

Apesar de uma infinidade de dermocosméticos nas prateleiras, ainda há quem prefira ingredientes mais naturais e soluções caseiras na hora do skincare. Mas será que funciona? Uma das tendências do momento é a água de arroz. O grão utilizado como alimento na cultura oriental e ocidental é indicado para o clareamento da pele, por exemplo.

Para quem deseja testar a novidade, a Dra. Lilian Delorenze, especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), sugere que o uso seja na versão natural, integral ou orgânica, para que a pele não sofra com efeitos indesejados.

“A partir do cozimento somente com água, o arroz libera vitaminas do complexo B e sais minerais que oferecem um efeito antioxidante. Lance mão após o cozimento, assim que resfriar, ou no máximo até 48h depois do preparo, se conservado na geladeira, para que não haja contaminação microbiana”, sugere a dermatologista.

Além disso, um dos compostos presentes é o inositol, um tipo de carboidrato com componentes hidratantes e antioxidantes, que promove o crescimento das células e estimula o fluxo sanguíneo, capaz de prevenir os sinais da idade e o surgimento de poros dilatados. Também ajuda a combater inflamações e irritações na derme, protegê-la dos raios solares e da hiperpigmentação.

Sabe-se que existem diversas receitas e testemunhos do seu efeito, mas lembre-se que os mesmos devem ser avaliados com muita atenção. A água de arroz quando deixada em descanso forma um pó que pode atuar como um talco para a absorção de oleosidade, dando um efeito superficial clareador.

“Se você sofre com ressecamento da pele, o seu uso já não é indicado”, pontua a Dra. Lilian. Quanto aos cuidados com o modo de usar, a dermatologista sugere que logo pela manhã molhe o rosto com um algodão embebido pela substância e deixe agir por alguns minutos. Após, seque com uma toalha macia.

“Ele não substitui a ação dos cremes, tônicos e outras substâncias sugeridas pelo seu dermatologista, e nem o filtro solar”, alerta a Dra. Lilian Delorenze. Apesar do ingrediente não ter contraindicações, a dermatologista orienta que qualquer irritação ou surgimento de manchas, deve ser interrompido o uso e informado ao profissional que te acompanha imediatamente.

“Existem muitas indicações para o uso da água de arroz no conhecimento popular, mas os benefícios atribuídos ao seu uso não têm comprovação científica. Se trata de um ativo derivado de um alimento que não foi preparado adequadamente para ser usado como um cosmético, diferentemente de produtos desenvolvidos por empresas cosméticas que utilizam água de arroz com processos industriais”, finaliza a médica.


Anhanguera

Comentários dos leitores (0)








Unopar
Unopar
Unopar