Filed Under:  Tec News

Congresso dos EUA vai avançar com lei para banir TikTok do país

Depoimento de CEO fez com que desconfianças dos congressistas em relação à plataforma crescessem

O presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Kevin McCarthy, afirmou neste domingo (26) que a Casa vai avançar na aprovação de uma legislação para banir o TikTok de todo o território nacional.

Na última quinta-feira (23), o CEO do TikTok, Shou Chew, depôs diante de uma comissão do Congresso dos EUA para tentar defender o aplicativo, mas seu depoimento não convenceu os congressistas. A plataforma é acusada de compartilhar dados dos usuários estadunidenses com o governo da China, embora nenhuma prova tenha sido apresentada.

“É muito preocupante que o CEO do TikTok não possa ser honesto e admitir o que já sabemos ser verdade – a China tem acesso aos dados do usuário do TikTok”, afirmou McCarthy, em uma publicação no Twitter. “A Câmara vai avançar com a legislação para proteger os americanos dos tentáculos tecnológicos do Partido Comunista Chinês”, completou.

Se aprovada, a lei citada pelo deputado fará com que o TikTok seja banido de todo o país. Atualmente, o aplicativo já é proibido em celulares oficiais de membros do governo dos Estados Unidos, proibição que se estende para países como Reino Unido, Nova Zelândia e França .

De acordo com a imprensa estadunidense, o governo de Joe Biden já deu um ultimato para que o TikTok seja vendido para uma empresa estadunidense, o que evitaria o banimento. Essa medida, porém, foi recusada pela plataforma.

Em seu depoimento, o CEO do TikTok afirmou que, até o fim deste ano, todos os dados pessoais de usuários estadunidenses serão armazenados e tratados localmente pela empresa estadunidense Oracle. “Isso elimina a preocupação que alguns de vocês [congressistas] compartilharam comigo de que os dados dos usuários do TikTok podem estar sujeitos à lei chinesa”, disse Show Chew.

O deputado Mike Gallagher disse à ABC News que o depoimento do CEO, ao invés de acalmar os congressistas, “na verdade, aumentou a probabilidade de que o Congresso tome alguma ação” contra o TikTok.


Sem Parar
Sem Parar

Comentários dos leitores (0)








Unopar
Unopar
Sem Parar